Sacar videos do youtube sem recorrer a software

Para sacar um vídeo do youtube apenas tem que colocar a palavra “kick” antes de youtube no link.

Por exemplo;

Url: http://www.youtube.com/watch?v=bilOOPuAvTY

Download: http://kickyoutube.com/watch/?v=bilOOPuAvTY

Anúncios
por Helder Gonçalves Publicado em YouTube

YouTube alemão fica mudo

A difusão de vídeos de música será interrompida no site alemão do YouTube. Em causa está o final do prazo de um acordo com a Gema, a organização germânica de protecção dos direitos de autor.
Ao que tudo indica, a filial da plataforma norte-americana e a entidade alemã não chegaram, até aqui, a qualquer acordo sobre o montante da remuneração para a difusão de vídeos daquela natureza, diz um comunicado.
A sociedade de direitos de autor não quer prolongar o acordo em vigor, que terminou na passada terça-feira e que previa “uma remuneração global sem informação detalhada sobre a utilização de excertos musicas e numero de visualizações”.

De acordo com a Gema, as negociações para um novo acordo falharam porque o YouTube não está disposto a cumprir as exigências de “transparência” da organização.

Num blog da Google, o director Patrick Walter explica que a Gema reclama um valor por direitos “cinquenta vezes superior” à pedida pela sociedade britânica de direitos de autor, com quem o YouTube travou uma pequena luta por motivos semelhantes: a falta de acordo para a renovação de contrato de difusão de conteúdos protegidos.

Fonte: Casa dos Bits

por Helder Gonçalves Publicado em YouTube

YouTube alemão fica mudo

A difusão de vídeos de música será interrompida no site alemão do YouTube. Em causa está o final do prazo de um acordo com a Gema, a organização germânica de protecção dos direitos de autor.
Ao que tudo indica, a filial da plataforma norte-americana e a entidade alemã não chegaram, até aqui, a qualquer acordo sobre o montante da remuneração para a difusão de vídeos daquela natureza, diz um comunicado.
A sociedade de direitos de autor não quer prolongar o acordo em vigor, que terminou na passada terça-feira e que previa “uma remuneração global sem informação detalhada sobre a utilização de excertos musicas e numero de visualizações”.

De acordo com a Gema, as negociações para um novo acordo falharam porque o YouTube não está disposto a cumprir as exigências de “transparência” da organização.

Num blog da Google, o director Patrick Walter explica que a Gema reclama um valor por direitos “cinquenta vezes superior” à pedida pela sociedade britânica de direitos de autor, com quem o YouTube travou uma pequena luta por motivos semelhantes: a falta de acordo para a renovação de contrato de difusão de conteúdos protegidos.

Fonte: Casa dos Bits

por Helder Gonçalves Publicado em YouTube

YouTube chega à TV

Os vídeos do YouTube já podem ser vistos a partir do sofá e sem a necessidade de ligar o portátil. Isto porque, a plataforma da Google acaba de lançar uma nova interface optimizada para televisor e acessível a partir das consolas PS3 e Wii.

Para visualizarem os conteúdos alojados no canal, os utilizadores têm apenas de visitar o site Youtube.com/TV através do browser dos equipamentos.

A interface está disponível em 22 países e 12 idiomas e é programada para permitir visualizações em modo de ecrã inteiro e para transmissões de playlists, ou seja, quando é terminado um vídeo passa a ser transmitido o seguinte na lista de relacionados.

De salientar é o facto da nova interface estar apenas preparada para televisão. Como tal, não pode ser acedida através do computador a menos que se utilize como complemento um add on como o User Agent Switcher, que permite “enganar” a plataforma.

por Helder Gonçalves Publicado em TV, YouTube

YouTube chega à TV

Os vídeos do YouTube já podem ser vistos a partir do sofá e sem a necessidade de ligar o portátil. Isto porque, a plataforma da Google acaba de lançar uma nova interface optimizada para televisor e acessível a partir das consolas PS3 e Wii.

Para visualizarem os conteúdos alojados no canal, os utilizadores têm apenas de visitar o site Youtube.com/TV através do browser dos equipamentos.

A interface está disponível em 22 países e 12 idiomas e é programada para permitir visualizações em modo de ecrã inteiro e para transmissões de playlists, ou seja, quando é terminado um vídeo passa a ser transmitido o seguinte na lista de relacionados.

De salientar é o facto da nova interface estar apenas preparada para televisão. Como tal, não pode ser acedida através do computador a menos que se utilize como complemento um add on como o User Agent Switcher, que permite “enganar” a plataforma.

por Helder Gonçalves Publicado em TV, YouTube