Telefone conceptual da Nokia transforma-se em pulseira

A Nokia demonstrou um telemóvel conceptual que no futuro acredita poder tornar-se uma banalidade na oferta de comunicações móveis.

O Morph tem vindo a ser desenvolvido nos laboratórios da fabricante em Cambridge ao longo dos últimos cinco anos e usa nanotecnologia para criar um equipamento que pode ser usado em múltiplas formas.

De telemóvel a pulseira, o Morph é também uma máquina fotográfica e chama a atenção por ser um equipamento maleável, flexível e com preocupações ao nível do design.

A Nokia não apresenta para já qualquer previsão relativamente ao início de vendas deste equipamento.

Aponta apenas 2015 como o ano em que acredita poder já ser usual encontrar no mercado este tipo de produtos.

A parceria com a Universidade de Cambrige para o desenvolvimento deste produto vai manter-se para resolver questões que ainda precisam de ser trabalhadas, nomeadamente ao nível da bateria e dos materiais utilizados a este nível.

Veja o vídeo que explica o conceito.

por Helder Gonçalves Publicado em Sem categoria

Telefone conceptual da Nokia transforma-se em pulseira

A Nokia demonstrou um telemóvel conceptual que no futuro acredita poder tornar-se uma banalidade na oferta de comunicações móveis.

O Morph tem vindo a ser desenvolvido nos laboratórios da fabricante em Cambridge ao longo dos últimos cinco anos e usa nanotecnologia para criar um equipamento que pode ser usado em múltiplas formas.

De telemóvel a pulseira, o Morph é também uma máquina fotográfica e chama a atenção por ser um equipamento maleável, flexível e com preocupações ao nível do design.

A Nokia não apresenta para já qualquer previsão relativamente ao início de vendas deste equipamento.

Aponta apenas 2015 como o ano em que acredita poder já ser usual encontrar no mercado este tipo de produtos.

A parceria com a Universidade de Cambrige para o desenvolvimento deste produto vai manter-se para resolver questões que ainda precisam de ser trabalhadas, nomeadamente ao nível da bateria e dos materiais utilizados a este nível.

Veja o vídeo que explica o conceito.

por Helder Gonçalves Publicado em 1

Os serviços online Live da Microsoft já contavam há algum tempo com a ferramenta gratuita Windows Live SkyDrive, ainda em beta, para armazenamento e partilha de ficheiros na web.

Hoje a empresa anuncia o fim desta fase experimental e novidades.

Quando foi lançado, em Agosto de 2007 o SkyDrive oferecia 1GB de capacidade de armazenamento, operando através da identidade unificada Windows Live Id e permitindo a criação de diversas pastas, incluindo pastas partilhadas, dentro do espaço de armazenamento oferecido.

Com o fim da classificação beta sofre diversas melhorias a nível de estabilidade e segurança e vê a sua capacidade máxima de armazenamento aumentada para 5GB.

O Windows Live SkyDrive passa também a estar disponível em mais de 38 países, incluindo Portugal.
por Helder Gonçalves Publicado em Sem categoria

Os serviços online Live da Microsoft já contavam há algum tempo com a ferramenta gratuita Windows Live SkyDrive, ainda em beta, para armazenamento e partilha de ficheiros na web.

Hoje a empresa anuncia o fim desta fase experimental e novidades.

Quando foi lançado, em Agosto de 2007 o SkyDrive oferecia 1GB de capacidade de armazenamento, operando através da identidade unificada Windows Live Id e permitindo a criação de diversas pastas, incluindo pastas partilhadas, dentro do espaço de armazenamento oferecido.

Com o fim da classificação beta sofre diversas melhorias a nível de estabilidade e segurança e vê a sua capacidade máxima de armazenamento aumentada para 5GB.

O Windows Live SkyDrive passa também a estar disponível em mais de 38 países, incluindo Portugal.
por Helder Gonçalves Publicado em 1

Os serviços online Live da Microsoft já contavam há algum tempo com a ferramenta gratuita Windows Live SkyDrive, ainda em beta, para armazenamento e partilha de ficheiros na web.

Hoje a empresa anuncia o fim desta fase experimental e novidades.

Quando foi lançado, em Agosto de 2007 o SkyDrive oferecia 1GB de capacidade de armazenamento, operando através da identidade unificada Windows Live Id e permitindo a criação de diversas pastas, incluindo pastas partilhadas, dentro do espaço de armazenamento oferecido.

Com o fim da classificação beta sofre diversas melhorias a nível de estabilidade e segurança e vê a sua capacidade máxima de armazenamento aumentada para 5GB.

O Windows Live SkyDrive passa também a estar disponível em mais de 38 países, incluindo Portugal.
por Helder Gonçalves Publicado em 1