Adobe inicia distribuição de ferramentas de produtividade online

Depois do Google e da IBM apostarem em ferramentas de produtividade online, chegou agora a vez da Adobe anunciar uma estratégia semelhante.

Para isso, a fabricante norte-americana decidiu adquirir a Virtual Ubiquity, responsável pelo processador de texto online Buzzword. Nenhuma das empresas adiantou detalhes acerca do valor do negócio. Por enquanto, sabe-se apenas que a ferramenta agora tutelada pela Adobe será de utilização gratuita, à semelhança do serviço Share, outra novidade anunciada pela fabricante.

Tal como o nome indica, o serviço permite a partilha, publicação e organização de documentos online. Os utilizadores seleccionam o documento que querem partilhar, enviam uma mensagem para outros destinatários e determinam se os ficheiros podem ter publicação com acesso restrito ou livre. A Adobe planeia integrar ambos os serviços em ambiente PDF e refere que disponibilizará tanto o Buzzword como o Share em aplicações de desktop com ligação à versão online.

De acordo com a Reuters, será provável que algumas componentes dos serviços tenham acesso pago. Paralelamente, está disponível a partir de hoje a versão beta do Adobe Media Player.

Anunciado em Abril, o programa apresenta um ecrã concebido sobre a tecnologia AIR e permite que os utilizadores assistam a programas de televisão e outros vídeos na Internet tanto online como offline.

Anúncios
por Helder Gonçalves Publicado em Software

Adobe compra processador de texto on-lineA

A concorrência torna-se feroz nas aplicações on-line. A Adobe acaba de anunciar a compra da Virtual Ubiquity, dona do Buzzword, um processador de texto on-line.

Foi dado mais um passo na construção da plataforma Adobe Integrated Runtime (AIR), estratégia que a Adobe quer implementar nas aplicações on-line. Com a compra do Buzzword, a Adobe permite aos utilizadores trabalharem de forma híbrida (on-line e off-line). Este editor de texto foi construído com o Flex da Adobe e corre em Flash Player.

O Buzzword permite transferir ficheiros de e para outros processadores de texto, e é compatível com o Internet Explorer, Firefox e Safari.

À margem desta compra, a Adobe lançou também o serviço Share, que permite aos utilizadores partilharem, organizarem e publicarem documentos on-line.

por Helder Gonçalves Publicado em Software

SlideRocket – O Fim Do Powerpoint?

Muitas vezes temos ouvido e lido expressões do mesmo teor do título deste post, mas, a verdade, é que as aplicações online que se propõem a acabar de vez com a dependência de uma aplicação de desktop para a produção de apresentações deixam sempre muito a desejar.

O SlideRocket parece querer destruir esta tradição. A apresentação do produto começa desde logo por afirmar que “less features is not a feature” e que “simples”, muitas vezes, quer apenas dizer que não existe capacidade técnica para fazer mais. Os criadores do SlideRocket estão tão seguros do potencial do seu produto que afirmam que além de poder rivalizar com aplicações como o MS Powerpoint ou Keynote, este produto tem o valor acrescido de permitir acções que apenas uma aplicação online pode possuir.

O SlideRocket permite a utilização de praticamente todas as formas multimédia conhecidas. Imagens, vídeos, flash, importação de apresentações, captura de objectos a partir de serviços como o Flickr ou Youtube, tudo parece ser permitido para dar um ar verdadeiramente profissional a todas as apresentações. Nada foi esquecido. Os efeitos de transição, brilho e animações são tão impressionantes como os do Keynote. Mais impressionantes se considerarmos que se trata de uma aplicação web.

No que se sucede ao processo de produção, as funcionalidades não poderiam ser mais convenientes. Além da usual partilha de documentos, comum a tantos serviços deste tipo, o SlideRocket permite a apresentação remota das suas criações. Faça a sua lista de convidados e controle a sua apresentação sem que ninguém precise de coisa alguma para lá de um browser e um plugin flash.

Parece finalmente estar encontrado o primeiro verdadeiro substituto para as aplicações desktop de criação de apresentações.Se não acredita veja esta apresentação.As más notícias? Ainda está em fase de private beta. Inscreva-se aqui!

Boas transições!

por Helder Gonçalves Publicado em Software