Gerir a imagem profissional "on-line"

Fenómeno de popularidade crescente, as redes sociais somam cada vez mais adeptos, que criam perfis em várias plataformas. Pontos de contacto por excelência, independentemente do tema que as origina, estas comunidades virtuais foram igualmente aproveitadas para o plano profissional, como são exemplo de sucesso em Portugal a LinkedIn e a The Star Tracker.
Nas alturas em que, com a promoção online dos “perfis”, queremos impulsionar a nossa carreira, é necessário, contudo, alguns cuidados relativamente à informação disponibilizada: a apresentada nas redes profissionais, mas principalmente naquela “espalhada” pelas restantes.
Eis algumas sugestões de como gerir da melhor forma a sua imagem profissional online, com base num artigo publicado pela redacção do ComputerWorld, que ouviu profissionais de várias empresas ligadas ao sector, como a Microsoft, a Dell e a LinkedIn.
1. Estar atento à privacidade
É comum usarmos diferentes redes sociais, separando a vida profissional da particular, às quais os empregadores vão ter acesso, a não ser que reforce a privacidade e permita que apenas um número limitado de pessoas tenha acesso aos seus perfis.
2. Divulgar as informações certas
É importante saber quais as informações que pretendemos divulgar nas redes sociais a que aderimos. Dados muito pessoais devem ser limitados apenas a alguns perfis, acedidos apenas por familiares e amigos mais próximos.
3. Manter os perfis actualizados
Os perfis não devem ser criados e depois abandonados. Numa comunidade com fins profissionais tal acção pode mostrar desinteresse pela carreira. Sugere-se por isso a utilização de um agregador que permita actualizar vários perfis de uma vez.
4. Reunir depoimentos e recomendações
As recomendações são muito importantes. Funcionam como uma forma pró-activa de marketing a que qualquer pessoa pode ter acesso.
5. Participar em comunidades online
Ninguém é obrigado a ter um blog, mas será uma boa ideia participar mais activamente em grupos de discussão e comunidades. Tal pode ajudar a demonstrar experiência e conhecimento.
6. “Googlar”
Para saber o que se publica na Web sobre nós, nada melhor do que recorrer à gigante das pesquisas. Pesquise o seu nome no Google e veja se existe alguma informação que possa prejudicá-lo. Se isso acontecer, tente entrar em contacto com o autor e pergunte se é possível remover esses dados.
7. Ser discreto
Além de estar atento a todas as informações que os familiares e amigos (e menos amigos…) possam publicar sobre nós, vale a pena seguir uma regra básica: ser discreto e cuidadoso. Tudo o que se escreve ou publica na Web pode ser encontrado – e usado contra os nossos interesses.

Fonte: tek.sapo.pt

Anúncios
por Helder Gonçalves Publicado em 1

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s