Dave Matthews Band conquista Pavilhão Atlântico


Tardou mas foi. A Dave Matthews Band tocou finalmente em Portugal.

O Pavilhão Atlântico, praticamente esgotado, delirou por completo desde o primeiro minuto, ao som de “Dreamgirl”.

Foram mais de três horas de concerto, onde Dave Matthews tocou os temas já conhecidos e cantados por todos, com espaço aberto à improvisação do violino, dos sopros, do baixo, ou da bateria.

A excelência dos músicos, em especial do baterista Carter Beauford, foi evidente ao longo de todo o espectáculo, fazendo o público pular e dançar a maior parte do tempo.

Como muitas vezes acontece a quem toca pela primeira vez para os portugueses, também Dave Matthews ficou impressionado com a recepção calorosa de que foi alvo, afirmando que não tardaria muito a voltar ao nosso país.

Tom Morello, que assegurou a primeira parte da noite, juntou-se à Dave Matthes Band para tocar alguns temas,criando mais um dos momentos altos do concerto.

O primeiro encore arrancou com Dave Matthews a tocar a solo o tema “Gravedigger”. A banda voltou ao palco e foi tocado “Stay”, um dos temas mais conhecidos.

Aplausos e mais aplausos, e um segundo encore: a noite já vai longa mas o público quer mais. A Dave Matthews Band ofereceu uma excelente interpretação de “Don’t Drink The Water”, do álbum “Before These Crowded Streets” como forma de despedida.

A enorme legião de fãs de Dave Matthews e companhia deu por bem empregue o seu tempo, à saída era bem visível a satisfação em quem abandonava o Pavilhão Atlântico.

Anúncios
por Helder Gonçalves Publicado em música

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s