Chips em peixes de um aquário de Singapura


É mais um exemplo de que a tecnologia está cada vez mais presente no quotidiano das sociedades do século XXI. O aquário Underwater World, situado na ilha Sentosa, em Singapura, criou um sistema de identificação electrónico inovador, colocando microchips nos corpos de 25 dos seus peixes.
Através da radiação emitida por cada um deles e captada por um sensor colocado no aquário, os visitantes podem aceder a diversas informações, como o nome do peixe ou a espécie a que pertence, usando os touch screens disponíveis ao longo dos corredores.

Este é o primeiro aquário do Mundo a utilizar RFID (tecnologia de identificação por radiofrequência). A sua construção, que teve um custo aproximado de 15 mil euros, levou três meses a estar concluída.

Entretanto, coloca-se a hipótese de aplicar o sistema em tubarões.

Anúncios
por Helder Gonçalves Publicado em tech

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s